Massagem das pedras quentes

Foto: Massagem das pedras quentes
Corpo

A massagem com pedras quentes é uma terapia milenar, já utilizada pelos chineses, monges budistas e indígenas em seus rituais sagrados e de cura. A aplicação da pedra de tamanho e formato adequados, com a pressão e manipulação correta pelo terapeuta, proporciona os efeitos benéficos dessa massagem, desencadeando sua ação terapêutica.

Indicação

Indicada para relaxar a musculatura, aliviar a dor e trazer bem estar, a massagem com pedras quentes é uma integração entre a massoterapia e a termoterapia (terapia pelo calor). As pedras utilizadas nessa massagem têm características bastante específicas.

“Se trata de pedras vulcânicas, plutônicas e tem em sua composição elementos como magnésio e silicato de ferro”

Contra-indicação

A massagem de pedras quentes não é uma terapia invasiva, mas é sim extremamente envolvente, pelo que se desaconselha a sua administração em mulheres grávidas ou em pessoas que estejam febris, que sofrem de asma, cistite ou qualquer outro tipo de infecção.

Duração da massagem

Ao longo da massagem é utilizada aromaterapia, com a escolha de óleos essências da sua preferência. No final da massagem, pode tomar um chá na sala de relaxamento para prolongar os efeitos relaxantes desta experiência única.

Uma massagem de pedras quentes leva em média de 60 minutos, é ideal para os dias mais frios do inverno.

De olho nos benefícios

O calor, o contato e a pressão da massagem com pedras quentes na superfície corporal desencadeiam respostas físicas de relaxamento muscular. Além disso, o procedimento também é considerado anti-inflamatório, ajuda a liberar neurotransmissores do bem estar pelo cérebro, como as endorfinas e encefalinas, que têm efeito analgésico, e serotonina, que causa bem estar e felicidade.